capoliglota
Tiro ao Álvaro
De tanto leva “frechada” do teu olhar
Meu peito até parece sabe o quê?
“Táubua” de tiro ao Álvaro
Não tem mais onde fura
Teu olhar mata mais do que bala de carabina
Que veneno estriquinina
Que peixeira de baiano
Teu olhar mata mais que atropelamento de “automóver”
Mata mais que bala de “revórver”

Adoniran Barbosa.

Na belíssima canção acima, vemos palavras que foram escritas num jeito condenado pelo português padrão, as palavras “frechada”, “táubua” “automóver”, “revórver” e a expressão “tiro ao Álvaro” que deveria ser “tiro ao alvo”.

Além de não comprometer o entendimento, nem a qualidade poética do texto, quando entendemos que o autor da canção queria replicar a linguagem comum e corrente dos subúrbios paulistas de antigamente, fica bastante claro que o uso dessa linguagem no lugar da norma culta dá muito mais vivacidade e realidade ao texto, neste caso a infração das regras gramaticais vigentes é perfeitamente adequada e até necessária.

Isso mostra que o conceito de erro em língua, é uma noção equivocada. Em verdade não há um modo de escrever e falar correto ou errado, língua é uma construção social e não uma entidade abstrata e perfeita acima dos seres humanos. Durante séculos perdurou a noção de uma linguagem ideal e perfeita – geralmente aquela falada e escrita pelos eruditos e pela elite cultural – mas hoje sabemos que o estabelecimento de certos e errados é mera convenção social, baseada mais no preconceito e na exclusão social do que em razões objetivas.

A ideia de que a língua é um fenômeno uno e que qualquer variação representa uma deturpação do idioma é um mito. O que realmente acontece é que todas as línguas apresentam um certo grau de variabilidade na fala e na escrita que é provocada por vários fatores socioculturais. Toda língua é múltipla, flexível, rica em suas muitas formas, ou seja, toda língua possui variantes linguísticas.  Você pode conferir os tipos de variantes nas seguintes postagens:

Variação Histórica: 

http://decifrandoalingua.wordpress.com/2013/02/27/variacao-historica/

Variação Geográfica: 

http://decifrandoalingua.wordpress.com/2013/02/27/34/

Variação Social: 

http://decifrandoalingua.wordpress.com/2013/02/27/variacoes-sociais-ou-culturais/

About these ads