Verbos: o modo subjuntivo

Se Eu Fosse Você é um filme cujo enredo nos apresenta Cláudio (Tony Ramos) que é um publicitário bem sucedido, dono de sua própria agência, casado com Helena (Glória Pires), uma professora de música que cuida de um coral infantil. Acostumados com a rotina do dia-a-dia e do casamento de tantos anos, eles volta e meia têm uma discussão. Um dia eles têm uma briga maior do que o normal e algo inexplicável acontece: eles trocam de corpos. Apavorados, Cláudio e Helena tentam aparentar normalidade até que consigam revertar a situação. Porém para tanto eles terão que assumir por completo a vida um do outro.

O título do filme “Se eu fosse você” emprega o verbo ser no modo subjuntivo, porque o filme quer brincar com a ideia do que as pessoas fariam se estivessem na pele de outra pessoa, no caso específico a temática é pensar o que um homem faria na pele de uma mulher e vice versa. Observe que quando tratamos de hipóteses, situações imaginárias e incertezas nos valemos do modo subjuntivo dos verbos.

Continuar lendo

Anúncios

Pronomes Indefinidos e Interrogativos

A imagem acima faz uma brincadeira crítica à política brasileira. Ela conclama as pessoas a votarem nulo, fazendo no entanto um uso peculiar da linguagem, já que a palavra ninguém embora tenha o significado de referência a nenhuma pessoa específica, possui valor substantivo podendo ser usada no lugar de um nome. No caso em questão o termo ninguém funciona no lugar do nome que pertenceria ao candidato.

Ninguém é um pronome substantivo, palavra que funciona como uma espécie de substituto de um nome qualquer, todavia o termo ninguém nos mostra uma referência vaga, imprecisa, incerta. Quando o pronome faz este tipo de referência genérica e indeterminada ele é chamado de pronome indefinido.

Continuar lendo

Atividades com pronomes

1. Responda as questões sobre as tirinhas:

A) Quem seria a mulher que ama Adão? A quem o pronome você no último quadrinho se refere? Essas duas referências que você encontrou estão expressas no texto ou fazem parte do nosso conhecimento de mundo?

B) Os pronomes dessas e isso fazem referências respectivamente a que coisas? Qual deles é anafórico e qual é catafórico?

Continuar lendo

Pronomes demonstrativos

PRONOMES DEMONSTRATIVOS NO TEXTO

A. DÊITICOS

Dê uma lida nos itens 1 e 2:

1. “Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita”
Tim Maia

De que país o cantor Tim Maia está falando nesta citação? É óbvio que que se trata do Brasil, muito embora isto não esteja escrito com todas as letras, nós sabemos disso porque o nosso conhecimento de mundo nos auxilia a determinar tal coisa. Muitas vezes o pronome demonstrativo serve para apontar para algo que está presente no contexto comunicativo, ou seja, indica algo que faz parte do mundo físico compartilhado pelos falantes. A referência transmitida por estes pronomes só pode ser entendida se houver como o leitor perceber qual é o objeto extra-textual retomada, isto é, qual é o elemento da realidade concreta ou do conhecimento popular ao qual o pronome demonstrativo faz referência.

Continuar lendo

Pronomes exercícios

1.Complete com “eu” ou “mim”:

– eles chegaram antes de ____ .
– há algum trabalho para _____ fazer?
– há algum trabalho para _____ ?
– ele pediu para _____ elaborar alguns exercícios;
– para _____, viajar de trem é uma aventura deliciosa;

a) mim – mim – mim – mim – mim;
b) mim – eu – eu – eu – mim;
c) eu – eu – mim –mim – eu;
d) eu – mim –eu – mim – eu;
e) mim – eu – mim – eu – mim.

Continuar lendo

Pronomes Pessoais – Conceituando

Os pronomes pessoais são pronomes substantivos, ou seja servem para substituir nomes e indicar as pessoas do discurso, como no caso do pronome ela que na tirinha serve para substituir a palavra mãe.

Observe a tabela:

Nesta tabela estão representados três tipos de pronomes pessoais: os retos, os oblíquos átonos e os oblíquos tônicos.

Continuar lendo

Usos dos pronomes

“Por que ela iria querer outra criança? Ela já tem a mim!”


Com toda certeza você acharia estranha essa última fala do quadrinho se ela tivesse sido escrita dessa maneira:

“Ela já tem eu”

Embora seja até possível encontrar algo assim em alguns contextos de fala, nosso conhecimento linguístico faz com que sintamos certa estranheza ao ouvir isso, o motivo é que o pronome EU só deveria aparecer em frases como sujeito, praticante da ação verbal, e não como o objeto, o alvo da ação. Concluímos então que há pronomes pessoais que podem exercer um papel ativo na frase como o eu e pronomes que podem exercer papel passivo como o mim e o me.

Continuar lendo

Pronomes – O padrão x coloquial

“Quando uma pessoa te ama de verdade, ela não desiste de você”

Essa frase comum do cotidiano não é recomendada pelos gramáticos mais puristas. Isto acontece porque há uma mistura no uso de pronomes de terceira e segunda pessoa. O pronome você é considerado de terceira pessoa e deve ser acompanhado dos pronomes: o,a, lhe, se, si, consigo e não do pronome te.

Sendo assim a norma padrão prescreve que a frase acima deveria ser escrita assim: Quando uma pessoa o ama de verdade, ela não desiste de você.

“Que esquisito”. Você deve ter pensado, porque não é uma estrutura que usamos no dia a dia. O que justifica seu emprego?

O problema dos pronomes pessoais é histórico. Ao longo dos séculos com o desenvolvimento da língua o pronome TU que originalmente servia para designar a 2ª pessoa (o receptor) foi sendo substituído pelo pronome de tratamento VOCÊ. Então vamos lá para um pouco de história:

Continuar lendo

Pronomes Substantivos e Adjetivos

Observe as frases retiradas do quadrinho:

Até mais, pai! Estou indo checar minha armadilha para tigres!

Nesta sentença o pronome minha não retoma ou substitui qualquer palavra ele apenas serve para acompanhar e indicar posse referente ao substantivo armadilha. Neste caso o pronome minha age da mesma forma que um adjetivo, sendo portanto classificado como PRONOME ADJETIVO

Eles gostam de atum huh?

Nesta sentença o pronome eles retoma o termo tigres do quadrinho anterior, ou seja, neste caso o pronome eles serve para substituir um substantivo que apareceu anteriormente, evitando-se assim a repetição.

Em suma:

PRONOME ADJETIVO é aquele que atua como adjetivo acompanhando o substantivo, como os pronomes: meu, seu, nosso, etc.

PRONOME SUBSTANTIVO é aquele que substitui um nome ou substantivo ou que faz referência a ele de alguma forma: eu, tu, eles, etc

Introdução aos pronomes

Observe as tirinhas:

Calvin e Haroldo

Hagar, o horrível

Níquel Náusea

Na primeira tirinha temos o emprego da palavra eu, usada no contexto para se referir ao personagem Calvin. Já na segunda tirinha temos a palavra você que se refere aos membros do clube de mentirosos. Finalmente na terceira tira temos: o você dito pelo ratinho Níquel se referindo ao cão, o ele do segundo quadrinho se referindo ao dono do cão e o eu do terceiro quadrinho usado pelo cão para se referir a si mesmo.

Continuar lendo